ABIS chega aos 20 anos de vida em 2022

Eduardo Weisberg

Presidente da ABIS

A entidade que presido, a ABIS – Associação Brasileira das Indústrias e do Setor de Sorvetes – está vivendo hoje, com um misto de orgulho e expectativa, os momentos que antecedem a celebração de seus 20 anos de existência que será comemorada ao longo de 2022 em todo o País. Desde 2002, quando foi criada, a ABIS representa toda a cadeia produtiva do universo sorvete com o objetivo maior de contribuir para o desenvolvimento contínuo das empresas do setor. Sempre destacando a qualidade e o valor nutritivo do produto sorvete, com o objetivo de criar condições adequadas para o crescimento responsável e estratégico das empresas associadas e representadas perante a coletividade e as diversas esferas que compõem o poder público em âmbito municipal, estadual e federal.

Nestes 20 anos de vida temos cumprido, desde o início, a nossa missão. Ancorada na união do segmento e no desenvolvimento do mercado, para que ele cresça e atinja patamares condizentes com o seu potencial de consumo sempre com responsabilidade socioambiental.

Entre as conquistas mais expressivas da ABIS neste período, sublinho a criação do Dia Nacional do Sorvete (23 de setembro) incorporada por todo o Brasil e comemorado pelas mídias sociais, se transformou na data festiva mais esperada do ano, a criação da maior feira do setor de Sorvetes da América Latina, a idealização do CLASH (Congresso Latino Americano de Sorvetes e Helados), o Selo ABIS de Qualidade e a implantação de diversos departamentos como Técnico, Tributário, Inovação, Comunicações e de Crise (pandemia). O Movimento Sorvete Pode (campanha mercadológica para estimular o consumo do sorvete), entre dezenas de outras ações igualmente importantes para o setor.

Hoje somos representantes de mais de dez mil empresas no País, as quais contabilizam um volume de negócios em torno de 13 bilhões de reais/ano. Nós acreditamos muito no crescimento do consumo per capita no Brasil nos próximos anos. O que acarretará no futuro, acredito que ainda nesta década, na incorporação gradual do hábito de se consumir sorvete o ano todo. Como é usual em diversos países europeus, nos Estados Unidos, Chile, Uruguai e a Argentina, por exemplo. Nós estamos projetando um crescimento de 50% para os próximos dez anos. Hoje este consumo está na casa de 5 litros  por ano. É importante enfatizar que o nosso produto depende muito do poder aquisitivo das classes C, D e E.

É muito desafiador encabeçar uma entidade como a ABIS. Devemos estar sempre atentos aos problemas das empresas que representamos – com portes totalmente distintos e problemas muito diferentes. Devido às disparidades, devemos nos colocar na posição de cada empresário e compreender as suas necessidades para poder elencar nosso plano de ação e atender ao maior número de demandas.

Como entidade representativa, devemos obrigatoriamente estar atentos às novas tendências, mudanças e dificuldades. Em síntese, precisamos estar antenados e conectados o tempo todo. O que, certamente, poderá e irá alcançar um histórico positivo cada vez mais abrangente e integrado para a imagem da ABIS.

Tags deste post

Posts Relacionados